Jornalista é seqüestrado e morto a pedradas na Bahia

O jornalista Egberto Tavares Costa, de 57 anos, secretário de comunicação da prefeitura de Feira de Santana, principal município do interior baiano, foi seqüestrado e morto por dois homens que aparentemente pretendiam roubar o seu veículo. Os suspeitos Paulo Roberto Gomes, de 19 anos e seu tio Josevan Alves de 27 anos, foram presos na manhã de hoje e confessaram o crime.Costa foi abordado pelos bandidos na madrugada de ontem, quando circulava por uma avenida de Feira de Santana. Ele foi levado para um canavial do município de Santo Amaro da Purificação, próximo de Feira, e morto a pedradas. O corpo do jornalista foi localizado por volta das 2h da madrugada de hoje.A polícia passou a vasculhar a região à procura dos suspeitos e os encontraram passeando no carro da vítima em Santo Amaro. Gomes e Alves não resistiram à prisão e confessaram o crime. O corpo do jornalista Egberto Costa foi sepultado no final da manhã de hoje no Cemitério da Piedade, de Feira de Santana.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.