Jornalista morre em seqüestro-relâmpago em São Paulo

O jornalista Leonardo Blas Cicotti foi morto em um sequestro relâmpago na região do Jabaquara, zona sul da capital paulista. O jornalista foi encontrado com um tiro na cabeça por policiais militares em um terreno baldio na Rua Pinheirinho, na altura do nº 80. Mesmo levado ao Pronto-socorro do Hospital Sabóia, Cicotti não resistiu e morreu por volta das 11h de ontem. O rapaz havia sido abordado por três homens quando chegava em casa, no final da noite de sexta-feira, em São Bernardo do Campo, na grande São Paulo. O carro da vítima foi encontrado pela polícia na mesma cidade. Parentes do jornalista só foram reconhecer o corpo dele na madrugada deste domingo. Leonardo está sendo velado no Hospital Cruz Azul, no Cambuci, na zona sul. O corpo do jornalista será transladado para a cidade de Monte Aprazível, interior paulista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.