Josef Barat é o quarto diretor a pedir demissão da Anac

Diretor de Relações Internacionais alega que renuncia por 'divergência em pontos de vista'

Elvis Pereira, do estadao.com.br,

25 Setembro 2007 | 19h30

O diretor de Relações Internacionais da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o economista Josef Barat, entregou nesta terça-feira, 25, sua carta de renúncia ao ministro da Defesa, Nelson Jobim. O pedido de demissão foi aceito. Segundo a pasta, no documento, Barat "explica que a renúncia deve-se à divergência entre seus pontos de vista e o que ele presenciou enquanto atuou na diretoria da Agência". De acordo o ministério, o agora ex-diretor pensava  em sair da Anac havia alguns meses. Ele também deixou uma carta para ser encaminha ao presidente Lula, na qual oficializa sua decisão. Por enquanto, Jobim não sugeriu a Lula nenhum nome para substituir Barat. Baraf é o quarto diretor a deixar a agência e aumenta a pressão para que o presidente da Anac, Milton Zuanazzi, também deixe o cargo. Zuanazzi é visto por integrantes do governo, especialmente da Defesa, como um dos principais responsáveis pela crise no setor aéreo brasileiro. Apesar de sua resistência em se afastar, ganhou força na Anac a avaliação de que a saída de Zuanazzi é uma questão de tempo. Outros três diretores haviam se demitido antes da agência: Denise Abreu, Leur Lomanto e Jorge Velozo, todos a pedido da Defesa. O ministério já indicou três novos nomes: brigadeiro Allemander Jesus Pereira Filho, Marcelo Pacheco dos Guaranys e Solange Paiva Vieira, cotada para assumir o comando da agência caso Zuanazzi atenda aos apelos de Jobim.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.