Jovem acusado de matar os pais está cercado pela polícia

Ronaldo Barros da Silva, que seria usuário de drogas e alcoólatra, utilizou uma foice e um facão no crime

Ricardo Valota, AE

08 de novembro de 2008 | 20h52

A polícia espera deter, na madrugada do domingo, 9, Ronaldo Barros da Silva, de 26 anos, acusado de matar os pais, a golpes de foice e facão, numa das casas da localidade de Vilarejo Mariano, na cidade de Brejinho (PE), a 400 quilômetros de Recife, na divisa com a Paraíba. O crime ocorreu na note de sexta-feira, após o jovem, que seria usuário de drogas e alcoólatra, discutir com os pais, os aposentados Heleno Barros da Silva, de 70 anos, e Severina Maria da Conceição, de 63 anos. O casal teria se recusado a dar dinheiro para o rapaz. O crime chocou a cidade e toda a polícia da região está atrás do suspeito. Segundo policiais civis da delegacia de Brejinhos, Ronaldo está cercado numa área de caatinga e, assim que amanhecer e os policiais tiverem melhores condições de visualizar a região, o assassino certamente será detido.

Mais conteúdo sobre:
Assassinatopaispolícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.