Jovem acusado de triplo homicídio em Cotia é preso no Rio Grande do Norte

Suspeito estava usando nome falso e escondido em cidade da Grande Natal; vítimas estavam trabalhando em obra de escola

Marco Antônio Carvalho, O Estado de S.Paulo

06 Outubro 2016 | 19h42

SÃO PAULO - Acusado pelo assassinato de três pessoas há quase um ano em Cotia, na Grande São Paulo, o jovem Fernando Alves da Silva, de 23 anos, foi encontrado e preso pela polícia nesta quinta-feira, 6, a mais de três mil quilômetros de distância do local da ocorrência. O Departamento de Capturas (Decap) da Polícia Civil do Rio Grande Norte o localizou em um distrito da cidade de Vera Cruz, na região metropolitana de Natal. Silva foi levado a uma unidade prisional do Estado até que a sua transferência seja autorizada para um presídio paulista.

No dia 9 de outubro de 2015, três homens que trabalhavam no setor de construção civil foram encontrados mortos no interior de uma casa no Jardim Araruama, em Cotia. Rafael Santana, de 26 anos, Jamil Rodrigues dos Santos, de 28, e José Pereira Queiroz, de 41, haviam chegado a cidade nas semanas anteriores para trabalhar numa obra de uma escola no centro do município. Diante da ausência do trio, a empresa acionou a polícia, que chegou à residência onde estavam os corpos.

Na oportunidade, a investigação apontava para latrocínio, já que o pagamento das vítimas havia sido levado na ocorrência. Segundo a polícia potiguar, o foragido usava o nome falso de Miguel e estava no distrito de São Mateus, em Vera Cruz, a cerca de 80 quilômetros da capital. Em julho deste ano, Silva teve a prisão preventiva decretada pela Justiça paulista em razão dos crimes.

Mais conteúdo sobre:
SÃO PAULO Natal Silva Miguel Justiça

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.