Jovem baleada e estuprada no PR segue com quadro estável

M., de 23 anos, teve lesão na medula e abaixo do pulmão; ela está na UTI e respira com ajuda de aparelhos

da Redação, estadao.com.br

03 Fevereiro 2009 | 11h44

O estado de saúde de M.L., de 23 anos, continuava estável nesta terça-feira, 3, segundo boletim divulgado pela manhã. A jovem foi estuprada e baleada duas vezes no fim de semana por um homem no Morro do Boi, em Matinhos, litoral paranaense. Seu namorado, Ozires del Corso, de 22 anos, foi morto com um tiro no peito ao tentar protegê-la do criminoso. Veja também:Achada camisa de suspeito de estuprar e balear jovem no PR De acordo com o comunicado do Hospital Vita Curitiba, para onde M. Foi transferida na tarde de segunda, ela continua internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e respirando com ajuda de aparelhos, que devem ser retirados nesta tarde. O colar cervical que ela usava foi retirado e ela passou a noite sedada, para descansar melhor. Exames médicos feitos na jovem na segunda apontam uma lesão no canal medular, provavelmente causado pelo tiro que ela levou na região lombar das costas. A avaliação neurológica definitiva e mais detalhada, porém, só poderá ser feito após a retirada dos aparelhos de respiração. O outro projétil, segundo os médicos, foi encontrado na base do pulmão direito de M., mas isso não traz complicações a ela. Segundo o boletim assinados pelo diretor médico do hospital, Jackson Baduy, e pelo chefe de UTI, Hipólito Carraro Júnior, a paciente não deve passar por cirurgias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.