Jovem baleada em tiroteio deixa UTI e recebe visita de Serra

A adolescente Priscila Aprígio, de 13 anos, baleada durante um tiroteio em Moema, na última quarta-feira, 28, deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Alvorada. Ela recebeu a visita do governador de São Paulo, José Serra (PSDB), por volta das 14h30 deste sábado, 3.De acordo com boletim médico, a garota se alimenta bem e está consciente, e já não respira mais com a ajuda de aparelhos. Segundo a assessoria de imprensa do hospital, Serra ficou surpreso com a atitude de Priscila, que está sorridente e otimista.Na manhã de sexta-feira, 2, o boletim médico informou que a garota estava paraplégica, mas que a situação ainda não pode ser considerada irreversível. Neste sábado, o hospital chegou a informar que Priscila ainda respirava com a ajuda de aparelhos, mas retificou a informação.A menina foi atingida em tiroteio na Avenida Ibirapuera, em Moema, na zona sul de São Paulo, após assalto a uma agência bancária, na quarta-feira, 28. Uma bala de fuzil atravessou o rim e chegou à medula óssea da menina, que havia acabado de sair de uma clínica dentária e pegaria um ônibus para ir para casa.O governador esteve no hospital por cerca de meia hora, acompanhado da médica Lina Mara Rizzo Batistella, do Hospital das Clínicas.Texto alterado às 17h20 para acréscimo e correção de informações

Agencia Estado,

03 de março de 2007 | 14h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.