Jovem deixou interior de PE por causa da intolerância à homossexualidade

Ivanildo Francisco de Sales Neto, de 25 anos, morto ontem pela manhã, nasceu na cidade de Jaboatão dos Guararapes, em Pernambuco. Desde muito novo, teve problemas com a família por causa de sua orientação sexual. Aos 17 anos, a intransigência conservadora da cidade empurrou Sales Neto para São Paulo. Aqui, encontrou abrigo na casa do auxiliar de cozinha Paulo Cesar de Oliveira, de 31 anos. "Ele morava comigo. Era eu, minha mulher e meus cinco filhos. A gente cuidava dele. Era como um filho", disse.Sales Neto nunca fez questão de esconder a homossexualidade. Ele mantinha as unhas pintadas, os cabelos ruivos, longos e cacheados. Além disso, era frequentador do Parque dos Paturis. "Eu dizia para ele não ir para esse lugar. Eu avisava que era perigoso, mas ele tinha personalidade difícil. E me respondia dizendo que não ia para o meio do mato, mas ficava em barzinho", disse Oliveira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.