Jovem é espancado ao sair de boate no MS; polícia investiga homofobia

Quatro rapazes desceram do carro e bateram na vítima, que estava acompanhada de um amigo que conseguiu fugir; polícia tem a placa do veículo dos agressores

Carolina Spillari, Central de Notícias

18 Abril 2011 | 17h27

SÃO PAULO - Um jovem de 21 anos e seu amigo, de 18, saíam de uma boate em Campo Grande na madrugada de sexta-feira, 15, quando foram surpreendidos por um grupo em um Corsa preto. O mais novo conseguiu fugir e escapou da ira dos quatro rapazes, que espancaram o mais velho.

 

Segundo a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul, o grupo sorria ao bater na vítima, que era xingada de "veado", entre outros termos.

 

Na noite da sexta, o rapaz foi à 1ª Delegacia de Polícia de Campo Grande e registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.), sem mencionar homofobia. Na noite em que fez o B.O., ele disse não saber por que foi agredido.

 

Nesta segunda-feira, porém, em entrevistas a imprensa local, a vítima falou em homofobia. De acordo com a polícia, como o jovem anotou a placa do veículo dos agressores, as investigações já têm um ponto de partida.

Mais conteúdo sobre:
MShomofobiaataqueespancado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.