Jovem fica refém de ex-namorado por 5 horas

Durante cinco horas, a estudante Janaína Aragão, de 25 anos, foi mantida refém, por seu ex-namorado, o comerciante Carlos Alberto dos Santos, de 31 anos, na casa do irmão dele, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio. Ao tentar resgatar a moça, o técnico Robson Melo, de 27 anos, foi morto por Santos com um tiro de pistola na cabeça.Cerca de 50 policiais militares fizeram um cerco à casa, das 11h às 16h, quando Santos se entregou. Segundo o delegado Deoclécio de Assis, que negociou a rendição do comerciante, Santos estava descontrolado e chegou a tomar tranqüilizante enquanto esteve com a ex-namorada na casa. Acuado, o comerciante soltou Janaína um pouco antes de se entregar. Ela saiu direto para um dos carros da polícia que faziam o cerco e encaminhada à delegacia.Santos e Janaína foram namorados por dois anos e há três meses ela rompeu o relacionamento. Segundo o padrasto de Janaína, Plínio Aragão da Silva, de 52 anos, Santos a agrediu diversas vezes, durante o namoro. Santos convidou a ex-namorada para uma conversa na casa do irmão dele, Milton dos Santos, onde a manteve sob a mira de uma pistola.Melo, que tentou socorrer a moça, era noivo de uma das filhas do dono da casa e ouviu a violenta discussão que estava sendo travada entre Janaína e o comerciante. "Robson sempre foi um rapaz muito tranqüilo e só estava querendo acalmar os ânimos", disse Mário Carnaval Filho, de 41 anos, cunhado da vítima. Muito abalada, Janaína não conseguiu prestar depoimento na 35 ª Delegacia Policial (Campo Grande), onde Santos foi ouvido pelo delegado.

Agencia Estado,

12 de outubro de 2001 | 17h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.