Reprodução/Divulgação
Reprodução/Divulgação

Jovem homossexual é asfixiado até a morte em Goiás

Investigações apontam para crime homofóbico; corpo foi encontrado próximo a campo de futebol com sinais de espancamento e luta

Marília Assunção, Especial para O Estado

11 de setembro de 2014 | 19h11

GOIÂNIA - Um adolescente de 18 anos foi assassinado na cidade de Inhumas, na Região Metropolitana de Goiânia, e as investigações apontam para um crime homofóbico. João Antônio Donati Pereira Barbosa era homossexual. A Polícia Civil informou que todos os indícios são de que ele foi asfixiado com uma sacola plástica e papéis, colocados à força na boca, até morrer.

A informação de que nos papéis usados para sufocar a vítima havia um bilhete com ameaças homofóbicas foi desmentida pelo delegado responsável pela apuração, Humberto Teófilo. O delegado também negou haver confirmação de que adolescente teve o pescoço e as pernas quebrados. Essa informação deverá vir após o laudo do Instituto Médico-Legal (IML).

O corpo de João Donati, como era mais conhecido o adolescente, foi encontrado na quarta-feira, 10, próximo de um estádio de futebol em Inhumas, onde morava. Havia sinais de espancamento e luta, indicando que ele resistiu à agressão. Havia ferimentos no rosto, especialmente nos olhos e nariz.

Por enquanto, nenhuma testemunha se apresentou e a polícia ainda não tem suspeitos da autoria do homicídio, mas na região existem residências monitoradas por câmeras de segurança e, se existirem imagens gravadas, elas podem ajudar na elucidação.

Donati havia saído de casa na terça, 9, e não retornou mais. No dia seguinte, uma denúncia anônima deu informações sobre um rapaz encontrado morto. A polícia espera os familiares se recomporem do luto para colher depoimentos no inquérito que investiga o homicídio.

No perfil do adolescente em uma rede social, dezenas de mensagens de amigos homenageavam Donati e relatavam a surpresa e a indignação dos conhecidos com a tragédia. 






Tudo o que sabemos sobre:
homofobiaGoiás

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.