Jovem pula de prédio durante ação da PF no Rio

Um jovem de 17 anos pulou do sexto andar de um prédio na Tijuca, zona norte do Rio, quando policiais federais cumpriam mandados de busca e apreensão, como parte de uma operação internacional de combate à pedofilia na internet. Agentes federais chegaram ao apartamento da família do adolescente por volta das 6 horas. De acordo com as primeiras informações, os agentes já estavam no apartamento havia 30 minutos e haviam explicado ao casal de moradores e a seus dois filhos que o objetivo da missão era somente a apreensão de computadores. O menor foi para seu quarto e, quando a mãe abriu a porta e entrou no cômodo a pedido dos policiais, o rapaz já havia se jogado. Ele morreu poucos minutos depois da queda. Havia três computadores na casa, mas os policiais apreenderam somente o do jovem que morreu. Batizada de "Azahar", a operação acontece simultaneamente em quase 30 países, segundo informou a PF. Somente na América do Sul e Estados Unidos, são 130 alvos. No Brasil, foram expedidos 30 mandados de busca e apreensão pela Justiça Federal do Rio, que estão sendo cumpridos em onze estados. Dez dos mandados são para o Rio e os outros para São Paulo, Pará, Sergipe, Espírito Santo, Paraíba, Bahia, Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso e Minas Gerais. Segundo a PF, a investigação começou em 2005, depois de a polícia espanhola ter informado a autoridades brasileiras a existência de um grupo de pessoas que troca imagens pornográficas de crianças e adolescentes via internet. O crime está previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.