Jovem tem o corpo queimado

Casal suspeito de atear fogo em garoto está foragido

Eduardo Kattah, O Estadao de S.Paulo

29 de março de 2008 | 00h00

Um adolescente foi agredido e teve parte do corpo queimado na noite de anteontem, em Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte. A polícia suspeita que o crime tenha sido cometido, como vingança, pelos pais de um garoto de 8 anos que recentemente sofreu abuso sexual. D.S.A., de 13 anos, contou à Polícia Militar que foi abordado por um homem quando retornava da escola, no bairro Status. Ele disse que foi imobilizado e levado para um matagal nas proximidades da escola. O adolescente foi espancado pelo agressor, que teria contado com a ajuda de uma mulher. O casal tirou a calça de D., jogou álcool e ateou fogo.O adolescente conseguiu escapar e se refugiou em uma mercearia. Ele foi levado ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, na capital mineira, onde permanece internado, com quadro clínico estável. De acordo com o hospital, o jovem sofreu queimaduras de 2º grau nas pernas e em parte do abdome.O delegado Adriano Assunção, responsável pelo inquérito, começou ontem a ouvir depoimentos. O casal suspeito permanece foragido. ÔNIBUSNo final da manhã de ontem, um ônibus foi incendiado em Vespasiano, também na região metropolitana de Belo Horizonte. Por volta das 11 horas, quatro jovens pararam o ônibus da linha 2239, no bairro Morro Alto. O motorista e os passageiros foram obrigados a sair. Logo depois, os jovens atearam fogo no veículo. O Corpo de Bombeiros foi chamado e controlou as chamas, mas o ônibus ficou totalmente destruído. Ninguém se feriu.A PM acredita que o ato tenha sido praticado em represália ao assassinato, no dia anterior, de dois jovens suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas. Quatro suspeitos de provocar o incêndio foram presos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.