Jovens acusados de agressão em boate no Rio são presos

Quatro jovens, acusados de terem agredido um policial da Coordenadoria de Recursos Especiais (Core) e provocado uma briga generalizada na Boate Baronneti, em Ipanema (zona sul), foram presos provisoriamente pela manhã. Eles participaram de uma das três brigas ocorridas na madrugada de sexta-feira. O Ministério Públicoconsiderou que a lesão sofrida pelo agente não foi leve, e o juiz de plantão do Fórum Luis José da Silva Guimarães, na madrugada de hoje,decretou a prisão temporária dos rapazes. Todos foram detidos na manhã de ontem em suas residências, localizadas na Barra da Tijuca (zona oeste).Os agressores foram autuados por lesão corporal grave e por formação de quadrilha. Se condenados, eles poderão cumprir até oito anos de prisão. Três deles foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), onde farão exame de corpo de delito. Depois, serão levados para a cela comum da Polinter, onde ficarão detidos por cinco dias. ?Se a Justiça achar necessária a permanência deles por mais cinco dias, num total de dez, os rapazes terão de permanecer lá?, disse o delegado Rafael Menezes, da 14ª Delegacia Policial (Leblon). Os agressores são: Carlos Felipe Barros, de 19 anos; André Thebit, 20 anos; Francisco Eduardo Guinle, 23 anos; e o menor B.B, de 16 anos.Este último, o juiz Guaraci Vianna, da 2ª Vara da Infância e da Juventude, acolheu a um pedido do promotor Renato Pinto Lisboa, e decretou a internação do menor. Ele deverá ser internado no Instituto Padre Severino, na Ilha do Governador, na zona norte.Usando óculos escuros, para tentar esconder os hematomas causados pelas agressões dos rapazes, o policial do Core Túlio Souza Alves da Costa, de 35 anos, contou que viu José Francisco Borges, de 22 anos, sendo agredido com chutes no roste, o que classificou como uma ?covardia?. ?Ajudei o jovem e fui agredido. Quando via a cena, nãotinha como não ajudar. Acabei apanhando?, afirmou o agente, que portava duas armas na cintura, mas nem pensou em usá-las. ?O local estava cheioe era fechado. Seria um caos?.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.