Jovens matam índio a chutes no RS

Três jovens com idades entre 14 e 19 anos são suspeitos de ter provocado a morte do índio caingangue Leopoldo Crespo,de 77 anos, na noite de segunda-feira em Miraguaí, região noroeste do Rio Grande do Sul. A Polícia Civil informou que o laudo da necropsia, que apontará a causa da morte, ainda não está pronto, mas os jovens teriam confessado em depoimento que chutaram o índio, sob a alegação de que pretendiam acordá-lo. O caingangue dormia na principal rua da cidade quando sofreu a agressão.Como não houve flagrante, os suspeitos foram ouvidos e liberados. A Polícia Civil não informou seus nomes. O índio morava em uma aldeia da reserva Guarita, que fica em um município vizinho a Miraguaí. Há cerca de 20 mil índios da etnia caingangue no País, que vivem em quatro Estados (RS,SC, PR e SP), de acordo com dados da Fundação Nacional do Índio (Funai).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.