Jovens que controlavam central telefônica do tráfico são presas

Duas jovens de 19 anos de idade controlavam, em Araçatuba, uma central telefônica e um esquema de tráfico de drogas comandado a partir de penitenciárias do interior do Estado. No domingo, 25, a PM apreendeu 10 quilos de maconha numa casa do Jardim das Oliveiras. Junto com a droga, havia uma lista telefônica cuja conta passava de R$ 13 mil. No endereço da conta, em outro bairro, os policiais apreenderam telefones da central, fichas de cadastro de visitas das penitenciárias de Lavínia e de Presidente Bernardes; cartões de autorização de visitas a presos de alguns presídios, fotos de detentos feitas dentro dos presídios e de garotas armadas de pistola, além de agendas e anotações e dezenas de comprovantes bancários de depósitos cujos valores variam de R$ 50,00 a R$ 500,00. No momento da blitz, a PM encontrou uma menor, de 17 anos, e outra mulher de 23 anos, na casa.Ao depor na polícia, Kelly Cristina Gonçalves e Juliana Nair Miranda, disseram que a maconha seria de um detento chamado Fábio, que estaria preso na Penitenciaria 2 (P-2) de Mirandópolis. Segundo o delegado Jaime José da Silva, da Delegacia de Investigações sobre Entorpecentes (Dise), a polícia vai agora investigar os números da lista. Dos R$ 13 mil da conta, R$ 11 mil foram em ligações a celulares, que a polícia suspeita pertencer a detentos.

Agencia Estado,

26 de junho de 2006 | 18h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.