Juiz assina autorização para saída de Suzane da cadeia

A defesa de Suzane von Richthofen obteve, na manhã desta segunda-feira, 29, a assinatura do juiz Alberto Ânderson Filho, do 1º Tribunal do Júri de São Paulo, para fazer cumprir o habeas-corpus concedido na sexta-feira em favor da ex-estudante de Direito, segundo informou o advogado dela, Mário Sérgio de Oliveira.Suzane, que está presa desde 10 de abril, será transferida para prisão domiciliar. Embora advogados tenham comentado que ela não cumpre os requisitos para esse tipo de prisão, Oliveira alegou que o Superior Tribunal de Justiça concedeu a liminar por entender que a prisão preventiva é ilegal e que o mérito do habeas-corpus ainda não foi julgado. Segundo o advogado, o STJ irá analisar providências a serem adotadas se houve alguma ilegalidade com relação à demora para fazer cumprir o habeas-corpus. "Não é possível passar por cima da decisão do STJ", disse.Na sexta-feira, 26, o ministro Nilson Naves, do STJ, concedeu liminar em habeas-corpus em favor de Suzane, ré confessa do assassinato dos pais, Manfred e Marísia von Richthofen.Está marcado para 5 de junho, no Fórum da Barra Funda, na zona oeste de São Paulo, o início do julgamento de Suzane e dos irmãos Daniel e Christian Cravinhos, seus cúmplices no assassinato.Suzane e os irmãos Cravinhos confessaram terem assassinado os pais dela, a golpes de paulada na madrugada de 31 de outubro de 2002. Eles simularam um assalto para desviar o foco da polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.