Juiz autoriza transferência de mais seis presos do Rio para Catanduvas, no PR

Por questões de segurança, data da operação ainda não foi revelada; traficante conhecido como Zeu, condenado pela morte do jornalista Tim Lopes, está entre os transferidos

Evandro Fadel - O Estado de S. Paulo,

01 de dezembro de 2010 | 19h39

CURITIBA - Sob alegação de que há necessidade de "postura mais enérgica" por parte das autoridades, em razão dos atentados e atos de vandalismo verificados no Rio de Janeiro nos últimos dias, o juiz corregedor da Penitenciária Federal de Catanduvas, a cerca de 500 quilômetros de Curitiba, no oeste do Paraná, Nivaldo Brunoni, autorizou a transferência de mais seis presos, atendendo pedido das autoridades cariocas.

 

Com esses, serão 26 os transferidos desde a semana passada. Nesse período, outros 13 foram levados de Catanduvas para a Penitenciária Federal de Porto Velho (RO).

 

Veja também:

link Polícia encontra túnel de fuga e vai lançar gás no esgoto do Alemão

link Exército ficará no Alemão até julho

link Defensoria recebe 10 queixas contra policais por danos ao patrimônio

link Prefeitura faz mutirão de serviços na zona norte do Rio

link Polícia: CV deve se refugiar em Manguinhos e Mangueira

som Morador: 'Ainda não sabemos como isso vai ficar'

mais imagens Veja fotos da onda de ataques no Rio

video Vídeo - Bope troca tiros no Complexo da Penha

especial CRONOLOGIA - A crise de violência carioca

 

A data da transferência, que será feita pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), com apoio das polícias federal e rodoviária federal, não foi revelada, por questão de segurança. Mas, em razão da periculosidade de todos eles, Brunoni acentuou a necessidade de urgência. Com a transferência dos novos presos, a penitenciária no Paraná deverá ficar com 165 presos, quando a capacidade é para 208. Os que chegam ficam em Regime Disciplinar Diferenciado.

 

Serão transferidos Emerson Ventapane da Silva, o Mão, Emerson Siqueira Rosa, o Neguinho, Marcos Vinícius da Silva, o Lambar, Ricardo Severo, o Faustão, Tássio Fernando Faustino, o Branquinho, e Elizeu Felício de Souza, o Zeu, condenado pela morte do jornalista Tim Lopes, em 2002. Ele foi preso nas operações policiais no Conjunto de Favelas do Alemão, domingo.

Tudo o que sabemos sobre:
RiotransferênciaCatanduvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.