Juiz determina quebra de sigilo telefônico de prefeito

O juiz-corregedor do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo) e Polícia Judiciária, Maurício Lemos Porto Alves, determinou hoje a quebra do sigilo telefônico da caixa postal do celular do prefeito de Santo André, CelsoDaniel (PT), assassinado domingo. O pedido foi feito pelodelegado Armando de Oliveira Costa Filho, titular da 1.ªDelegacia da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP),responsável pela investigação - mantida sob sigilo.A decisão do juiz permitirá que a polícia tenha acesso arecados deixados na caixa postal, números de telefone discadosdo aparelho de Celso Daniel e chamadas não-atendidas, durante operíodo em que o prefeito permaneceu em poder dos seqüestradores- pouco mais de 24 horas. Ele foi abordado na noite do dia 18 eencontrado morto na manhã do dia 20, em uma estrada de terra, emJuquitiba, na Grande São Paulo.RecadosCom a quebra do sigilo telefônico, os policiais do DHPP também poderão confirmar a versão do empresário Sérgio Gomes da Silva - que acompanhava o prefeito no momento do seqüestro.Ele afirmou em depoimento ter ligado para o telefonecelular de Celso Daniel e deixado dois recados, após o prefeitoter sido levado pelos criminosos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.