Juiz é assassinado em Caruaru

O juiz Clóvis Silva Mendes, de 38 anos, foi assassinado na noite deste sábado, com dois tiros, na praça onde funciona a Feira da Sulanca, em Caruaru, no agreste, a 130 quilômetros de Recife.Ele levou dois tiros - um no pescoço e outro no abdômen -, porque teria reagido a um assalto.Natural de Caruaru, onde foi vereador duas vezes, o juiz era responsável pelas comarcas de Gravatá e Chã Grande, na região.Casado, com dois filhos, ele seria enterrado neste domingo à tarde. O velório foi na Câmara Municipal.Dois jovens, um deles menor, confessaram o crime e estão presos. Horácio Cavalcanti da Silva, 19 anos, com passagem na Fundac por assalto, foi encaminhado para o presídio da cidade.A.S.S., 16 anos, foi levado para a Fundac. O delegado especial designado para apurar o caso, Mozart Santos Araújo, trabalha com a hipótese de latrocínio (assalto seguido de morte), mas não descarta a possibilidade de vingança ou crime passional.O local onde o juiz foi morto é freqüentado por prostitutas, garotos de programa e travestis. A feira não funcionava neste sábado à noite, e Mendes foi morto quando andava entre as barracas (fechadas) da praça.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.