Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Juiz manda Daslu se defender em ação de fechamento

O juiz da 11ª Vara da Fazenda Pública, Alexandre Batista Alves, mandou nesta quinta-feira a Daslu, butique de alto luxo que funciona na Vila Nova Conceição, na zona sul de São Paulo, apresentar defesa na ação civil pública promovida pelo Ministério Público.A ação visa o fechamento da empresa sob a alegação de que ela viola a lei do zoneamento, funcionando em área estritamente residencial. Após receber a sentença, o juiz decidirá se concede liminar, pleiteada pelo promotor de Habitação e Urbanismo, Carlos Alberto Amin, que pretende o fechamento imediato, com imposição de multa de R$ 100 mil diários, em caso de desobediência.Amin sustenta que a Daslu funciona clandestinamente, pois a licença defuncionamento foi cassada no ano passado pela Prefeitura. A Daslu - frequentada pelaalta sociedade - interligou vários prédios, ocupando irregularmente uma área de quatro mil metros quadrados, segundo a promotoria.

Agencia Estado,

06 de fevereiro de 2003 | 19h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.