Juiz manda demolir parte de arranha-céu

O juiz Rômulo Russo Júnior, da 5ª Vara da Fazenda Pública da capital, negou ontem o pedido da Construtora Moraes Sampaio para evitar a demolição da lateral direita do espigão da Rua Tucumã, no Jardim Paulista, zona oeste de São Paulo, cuja obra já dura 15 anos. A readequação dos últimos cinco andares (do 27º ao 31º) estava prevista na sentença judicial de 2004, mas, para tentar contornar a exigência, a incorporadora resolveu adquirir no ano passado um terreno vizinho ao prédio, com 300 m².

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.