Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Juiz manda prender acusados da morte de analista financeiro

O juiz da Vara do Júri e Execuções Criminais de Ribeirão Preto, Luís Augusto Freire Teotônio, decretou, nesta terça-feira, a prisão preventiva do usineiro Alexandre Titoto e do lavador de carros Adelir da Silva Motta, acusados da morte do analista financeiro Carlos Alberto de Souza Araújo, ocorrida em 23 de fevereiro.O inquérito foi encerrado na última sexta-feira pelo delegado Samuel Zanferdini, do Setor de Homicídios da Delegacia de Investigações Gerais (DIG). O promotor criminal Djalma Marinho Cunha Filho, então, ofereceu a denúncia à Justiça, alegando que o crime foi premeditado e executado com crueldade ? Araújo foi morto a pauladas e enterrado num cova rosa numa fazenda da família do usineiro, em Serrana.Titoto e Motta estavam presos temporariamente no anexo do 1º DP, no centro, e, no final da tarde desta terça, foram transferidos para o Centro de Detenção Provisória (CDP) do município. No processo, ambos deverão prestar depoimento em juízo. No inquérito, Titoto negou que tenha cometido o crime, e Motta assumiu sozinho a morte de Araújo, fazendo, inclusive, a reconstituição desde o escritório de Titoto, em Ribeirão Preto, até o sepultamento do corpo. O usineiro negou-se a dar a sua versão na reconstituição.

Agencia Estado,

25 de março de 2003 | 19h52

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.