Juiz nega antecipar indenização no caso Gol

O juiz da 2ª Vara de Justiça de Peixoto de Azevedo (MT), Tiago de Souza Nogueira de Abreu, negou os pedidos de tutela antecipada em duas ações de indenização propostas pelas famílias das vítimas do acidente entre um Boeing da Gol e o jato americano Legacy, em setembro de 2006, quando morreram 154 pessoas.Por carta precatória, foram intimado Joseph Lepore e Jan Paul Paladino e as empresas Raytheon Company (software de controle aéreo), Lockheed Martin (turbinas), Excelair Service e Honeywell International (transponder), a Aviation Communicatios & Surveillance Systems, Amazon Technologies Company. VOO 447O ministro da Justiça, Tarso Genro, pretende criar, em até 45 dias, uma câmara de indenização para garantir indenização aos familiares das vítimas do voo 447, da Air France, ocorrido em maio, matando 228. Ele se baseou nos bons resultados de câmara semelhante - no caso do voo 3054 da TAM 92% dos familiares fecharam acordo. "Já fomos procurados por parentes dos passageiros brasileiros e entramos em contato com o Ministério Público e a Air France", afirmou. COLABOROU MÔNICA CARDOSO

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.