Juiz nega volta de Vilagra à prefeitura

O juiz da 1.ª Vara da Fazenda Pública de Campinas, Mauro Fukumoto, negou ontem pedido de mandado de segurança para manter o prefeito Demétrio Vilagra (PT) no cargo. Com a decisão, assume hoje a prefeitura o presidente da Câmara, Pedro Serafim, do mesmo PDT do ex-prefeito cassado, Hélio de Oliveira Santos, o Dr. Hélio.

TATIANA FÁVARO / CAMPINAS, O Estado de S.Paulo

21 Outubro 2011 | 03h03

O mandado de segurança foi pedido pela defesa do petista durante a tarde de ontem, para tentar anular o afastamento aprovado por 28 dos 33 vereadores de Campinas, em votação na Câmara, na noite de quarta-feira. O advogado de Vilagra, Hélio Silveira, informou que vai recorrer da decisão. Ontem Vilagra trabalhou normalmente, pois só deixaria o cargo após a publicação da decisão do Legislativo hoje no Diário Oficial do Município.

O pedido de afastamento foi votado pelo Legislativo após a Justiça autorizar, no início da semana, o início dos trabalhos da Comissão Processante (CP) aprovada pelo Legislativo em agosto. A CP vai apurar denúncias de suposta participação de Vilagra em esquema de corrupção na Sanasa, a empresa de saneamento de Campinas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.