Juiz pode pedir a prisão de ex-médico acusado de lesões

O juiz Gérson Cintra, da 8ª Vara Criminal de Goiânia, poderá pedir a prisão do ex-médico, Dionísio Marcelo Caron, por desobediência. Caron não compareceu a audiência, marcada para esta quarta-feira, 2, onde seriam inquiridas duas das sete testemunhas da paciente M.R.S., que move ação penal por lesões corporais com deformidade permanente durante uma cirurgia plástica para redução dos seios.Após a cirurgia da paciente, a mama direita ficou menor que a esquerda, as auréolas ficaram posicionadas acima do normal e, quatro meses após a cirurgia, os cortes na mama direita continuaram abertos e infeccionados enquanto as deformidades permaneceram.Dionísio Caron teve o seu registro de médico cassado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). E, de acordo com a assessoria de imprensa do Tribunal de Justiça, o juiz vai pronunciamento do ex-médico aguardar resposta da carta precatória intimidatória que enviou a São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, onde Caron atualmente mora, para em seguida pedir sua prisão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.