Juiz trabalhista é assassinado no Rio

O juiz trabalhista Marco Aurélio Almarás, de 38 anos, morreu na noite de ontem no Hospital São Lucas, onde chegou baleado após ser assaltado por três homens na Rua Cinco de Julho, esquina com Rua Constante Ramos, em Copacabana. O juiz, que estava em um Vectra prata, teria reagido e foi atingido por três tiros no peito. Anderson de Abreu Vieira, de 18 anos, que segundo a polícia é um dos assaltantes, foi detido no Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon, onde chegou baleado na mão. Ele foi levado para a delegacia de Copacabana. O juiz morava em Resende e tinha vindo ao Rio visitar parentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.