Juíza decide se embarga obras do obelisco do Ibirapuera

A juíza da 32ª Vara Cível, do Fórum Central, decidirá, nos próximos dias, após ouvir o Ministério Público e as partes interessadas, se embarga ou não as obras de reforma do Obelisco dos Heróis de 32, iniciadas há três anos, no Parque do Ibirapuera.A suspensão da reforma está sendo pleiteada por Fiametta Emendabili, filha do escultor Galileu Emendabili, autor do projeto. As partes deverão se manifestar sobre as conclusões e laudo do engenheiro Marcos Moliterno, perito nomeado pela juíza. Ele constatou abundantes rachaduras verticais nas quatro paredes do obelisco, face o afundamento dos alicerces. O engenheiro sugere imediato acompanhamento geológico do solo e da movimentação do obelisco. O monumento estaria sendoabalado pelas vibrações decorrentes do fluxo de veículos pelas pistas do Túnel Ayrton Senna, que estão a apenas 10 metros dos pilares de sustentação, bem como ao trânsito das avenidas ao redor, como a Pedro Álvares Cabral e 23 de Maio. Soma-se a esses fatores, a instabilidade do solo da região, que há 23 anos foi construída sobre um córrego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.