Juízes do Paraná terão carros blindados e coletes à prova de balas

Presidente do Tribunal de Justiça do Estado revelou investimentos de R$ 300 mil

Marcela Bourroul Gonsalves, estadão.com.br

19 Agosto 2011 | 18h35

SÃO PAULO - O presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargador Miguel Kfouri Neto, anunciou nesta sexta-feira, 29, investimentos de cerca de R$ 300 mil na compra de automóveis blindados e de coletes à prova de balas para os juízes ameaçados por criminosos no Estado.

Estão em estudo ainda a criação do Batalhão Judiciário e o monitoramento à distância dos Fóruns para garantir a segurança dos magistrados. Nesta semana, o presidente conversou com o governador Beto Richa sobre a criação do Batalhão Judiciário, considerado uma possível solução para garantir a segurança nos Fóruns. Segundo Kfouri Neto, o governador se mostrou disposto a incluir a iniciativa no programa Paraná Seguro.

Atualmente, há seis casos de ameaças aos juízes, que estão sendo monitorados. Não há juízes com escolta no Estado, pois nenhum deles a solicitou. A compra de coletes à prova de balas deve ser feita ainda neste mês de agosto. Serão comprados 12 coletes, seis masculinos e seis femininos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.