Juízes federais já disputam vaga de Ellen Gracie

O Supremo Tribunal Federal (STF) ainda não confirmou oficialmente, mas já está aberta a corrida pela vaga que deverá surgir com a provável aposentadoria neste mês da ministra Ellen Gracie. O presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Gabriel Wedy, divulgou uma nota na qual defende a indicação de um juiz federal para o posto. Antes de tomar posse no STF, Ellen atuou como juíza de um tribunal federal.

Mariângela Gallucci / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2011 | 00h00

"A magistratura federal brasileira precisa continuar representada no STF não apenas pela reconhecida e elevada qualidade técnica dos seus membros, mas pela experiência dos juízes em processar e julgar os crimes mais graves do País e também todas as causas que envolvem a União, autarquias e empresas públicas", declarou Wedy.

Cabe à presidente Dilma Rousseff escolher e nomear os ministros do STF. Logo no início do mandato, em fevereiro, ela indicou Luiz Fux para ocupar a cadeira surgida com a aposentadoria do ministro Eros Grau. A expectativa é de que agora ela indique uma mulher. Entre os nomes comentados no Supremo estão o da juíza Sylvia Steiner, do Tribunal Penal Internacional, da ministra do Superior Tribunal Militar (STM) Maria Elizabeth Guimarães Teixeira Rocha e da procuradora Flavia Piovesan, especialista em direitos humanos.

Apesar de não haver uma confirmação oficial, ministros do tribunal já davam ontem como certa a saída de Ellen Gracie no próximo dia 8. Até que a presidente escolha o substituto ou substituta, o tribunal funcionará com composição incompleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.