Julgamento de estudante entra no terceiro dia

O julgamento do estudante Mateus da Costa Meira, que ficou conhecido como o ´Atirador do Shopping´, entra hoje no terceiro dia. Mateus é acusado de matar três pessoas com uma submetralhadora em novembro de 1999 num cinema do Shopping Morumbi, na zona Sul da capital paulista. A decisão do júri pode sair no final do dia. Os sete jurados acompanharam na noite desta quarta-feira a fase mais cansativa do julgamento: a leitura do processo, que tem 10 volumes e três mil páginas. Durante o dia, foram interrogadas três testemunhas. Mateus ficou sentado numa cadeira, estava algemado e não demonstrou reação. O delegado que prendeu Mateus disse que no dia do crime o estudante se lembrava de tudo o que havia acontecido. O último interrogado foi o perito que fez um laudo psiquiátrico. Sérgio Rigonati disse que o álcool e a droga não comprometeram o entendimento do estudante no momento do crime, apesar da defesa de Mateus contestar o documento."Ele é semi-imputável. Vai sair condenado, com pena relativamente alta. Vai cumprir esta pena e vai pagar pelo menos a sua dívida para com a sociedade" - disse Sérgio Reis, advogado de defesa de Mateus. O assistente de acusação, Álvaro Oliveira, lembou que, segundo a Constituição, ninguém pode cumprir mais do que 30 anos.

Agencia Estado,

03 de junho de 2004 | 09h15

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.