Júri de ex-coordenador da Febem é adiado

O julgamento de Arnaldo Penha dos Santos, ex-coordenador da unidade 17 da extinta Fundação Estadual para o Bem-Estar do Menor (Febem), foi adiado para 7 de outubro. Santos responde pela morte de um menor, além de lesão corporal e tortura contra outros 28 internos. O julgamento foi adiado a pedido da defesa, alegando que o réu e um parente dele estão com problemas de saúde. Em nota, a Fundação Casa informou que Santos foi demitido por justa causa e que não compactua com tortura.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.