Júri deve acontecer até julho

A 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça (TJ) deve julgar amanhã o recurso contra decisão do juiz de levar os réus a júri popular, impetrado pelos advogados de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, acusados de matar Isabella, filha de Nardoni. A data do julgamento do casal só poderá ser marcada pela Justiça se o recurso for negado. Se isso acontecer, o processo terá de retornar à 2ª Vara do Júri da capital. Depois, deverá entrar na pauta da Justiça para determinar a data do júri. Ainda deve haver mais dois ou três meses para a preparação da defesa e acusação.O julgamento do recurso no TJ será realizado pelos desembargadores Luís Soares de Mello, Euvaldo Chaib e Salles Abreu.O promotor do caso, Francisco Cembranelli, acredita que, se o recurso for negado amanhã, o júri popular deverá acontecer até julho deste ano.Se o recurso da defesa do casal for aceito, o julgamento não poderá ser marcado, por que a ação tem efeito suspensivo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.