AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Júri do coronel Ubiratan votará em 14 quesitos

Os sete jurados - cinco homens e duas mulheres - que decidirão o destino do coronel Ubiratan Guimarães, votarão em 14 quesitos (questões) em cada uma das 116 acusações (são 111 mortes e cinco tentativas de homicídios).Os quesitos foram lidos em plenário às 22h desta sexta-feira, pela juíza Maria Cristina Cotrofe. Logo após a leitura, os jurados foram para a sala secreta decidir o veredito. A sentença não deve sair antes das 4h da madrugada, estendendo a duração do júri para 11 dias.No total, os jurados votarão em 1.624 questões, dando o veredito "sim" ou "não". O fato de o Ministério Público ter inocentado o coronel da acusação de nove mortes de presos, em plenário, não fará com que essas mortes sejam retiradas da lista de acusações.Há três quesitos em que o coronel pode ser absolvido. São eles: o terceiro (se o coronel contribuiu para o crime de homicídio sem medir as conseqüências); o quinto (se ele atuou no estrito cumprimento do dever legal); e o oitavo (se era exigível outra conduta por parte do coronel).Caso a resposta seja "não" para o terceiro quesito, por exemplo, o coronel é absolvido daquela acusação e a leitura das demais questões daquele crime não continuam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.