Justiça abre o cofre do BB para pagar vítimas do Palace

Oficiais de Justiça estão na agência Palácio da Justiça, do Banco do Brasil, no centro do Rio, para recolher o dinheiro das indenizações das vítimas do Palace 2. A presidente da Associação das Vítimas do Palace 2, Rauliete Barbosa Guedes, disse que os funcionários do banco estão contando o dinheiro. Se a agência não tiver a quantia necessária, um carro-forte trará o complemento do montante de R$ 1.020.600, 00, suficiente para pagar nove vítimas.A decisão de recolher o dinheiro partiu do juiz da 4ª Vara Empresarial, Luiz Felipe Salomão, depois que o banco se recusou a efetuar o pagamento por conta de uma decisão conflitante da Justiça Federal, que havia pedido o bloqueio das indenizações. O gerente da agência, Ismael de Carvalho, ameaçado de prisão caso não pagasse as vítimas, não trabalhou hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.