Justiça aceita denúncia contra Humberto Costa e Delúbio

A Justiça Federal acolheu denúncia do Ministério Público Federal contra o ex-ministro da Saúde e candidato derrotado do PT ao governo de Pernambuco, Humberto Costa, e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, por envolvimento em fraudes descobertas na operação Vampiro da polícia Federal. Outras 31 pessoas também foram denunciadas pela Procuradoria da República no Distrito Federal. Costa e Delúbio são acusados por corrupção e formação de quadrilha, na máfia dos vampiros. No pedido da denúncia, o MPF alegou que o ex-ministro e Delúbio faziam parte do esquema que foi descoberto na Operação Vampiro, em 2004. De acordo com o Ministério Público, os indícios indicaram Costa dava respaldo aos atos de corrupção que foram praticados por servidores vinculados a ele. Delúbio seria um dos beneficiários do esquema. Os autores da denúncia são os procuradores da República Gustavo Pessanha Velloso, Lívia Nascimento Tinôco e Carlos Henrique Martins. As investigações do MPF e da Polícia Federal mostraram que a máfia operava desde o governo Fernando Henrique Cardoso. Basicamente, era formada por lobistas que ofereciam vantagens a servidores para obter contratos de empresas farmacêuticas com o Ministério da Saúde. O pagamento, muitas vezes, era transportado em espécie. A empresa pagava aos lobistas que faziam o saque e contratavam pessoas para levar o dinheiro em malas até os destinatários. Os grupos que atuavam no esquema disputavam, entre si, poder e vantagens.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.