Justiça aprecia dissídio dos trabalhadores da Febem

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) fará uma audiência nesta segunda-feira para apreciar o dissídio coletivo dos trabalhadores em greve da Fundação Estadual para o Bem-Estar do Menor (Febem). Segundo a Febem, cerca de 4% dos funcionários estão em greve, não prejudicando os trabalhos. Os servidores reivindicam segurança e melhores condições de trabalho, cumprimento das decisões do TRT, aumento salarial de 24,63%, aplicação do Plano de Carreiras, Cargos e Salários a todos os funcionários e estabilidade no emprego.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.