Justiça aumenta pena de assassino de criança

O Tribunal de Justiça de São Paulo, por meio da 5ª Câmara Criminal, acolheu nesta quinta-feira, 16, pedido do Ministério Público de São Paulo e aumentou a pena de Rodrigo Henrique Farrampa Guilherme, responsável pelo disparo que matou a menina Tainá, em agosto de 2002. De acordo com o TJ, em julho de 2004 a 5ª Vara do Júri da Capital havia condenado Farrampa a 16 anos de prisão em regime fechado. A decisão desta quinta alterou a pena para 19 anos.O réu também havia apelado da decisão do Tribunal do Júri e pedido a anulação da sentença e realização de novo julgamento, alegando cerceamento de defesa. O pedido foi negado por votação unânime. Participaram do julgamento o relator do processo, Damião Cogan, e os desembargadores Tristão Ribeiro e Carlos Biasotti.No dia do crime, Tainá e o irmão estavam no carro do tio, que se envolveu em um acidente de trânsito causado por Farrampa. Na seqüência houve uma perseguição e o rapaz desceu do veículo atirando. Uma das balas atingiu a menina, que tinha 5 anos de idade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.