Justiça autoriza assinatura de contrato para linha 4 do Metrô

O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo autorizou nesta terça-feira, 28, a assinatura do contrato de licitação da linha 4 do metrô paulistano. O TJ negou o recurso apresentado pelo presidente do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, Flavio Montesinos Godoi, que pedia a suspensão da licitação, e autorizou, por maioria de votos, a assinatura do contrato.A linha 4 faz parte do projeto de Parceria Público-Privada (PPP) que prevê a operação do trecho que unirá as estações da Luz, no centro da cidade, e a Vila Sônia, na zona sul, por um período de 30 anos, a partir de 2008. A CCR, declarada vencedora do processo, detém 68% do consórcio vencedor, que conta também com o banco português Banif (30%), a operadora do metrô parisiense RTP (1%) e a operadora de rodovias de Buenos Aires Benito Roggio (1%).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.