Justiça bloqueia ativos financeiros de João Vaccari Neto, tesoureiro do PT

CASO BANCOOP

, O Estado de S.Paulo

18 de agosto de 2010 | 00h00

A Justiça decretou bloqueio on line de ativos financeiros do presidente licenciado da Bancoop João Vaccari Neto (foto), tesoureiro do PT. A decisão, da 4.ª Vara Cível, se baseia no artigo 28 do Código de Defesa do Consumidor e atende a cooperados que alegam ter sido lesados. O valor congelado chega a R$73,8 mil, segundo ofício eletrônico enviado dia 5 ao Banco Central. A ordem é extensiva a Wagner Castro, sucessor de Vaccari na Bancoop, e a Ana Ernica, diretora financeira da entidade. Eles podem recorrer. A Justiça acolheu pedido de desconsideração da personalidade jurídica da Bancoop - dirigentes passam a ser responsabilizados com patrimônio pessoal. "É uma ação individual e pontual que se encontra sub judice, pendente de recursos", ponderou o advogado Pedro Dallari, da Bancoop. Ele alertou que a tese da desconstituição jurídica não tem sido reconhecida pela Justiça. Vaccari não foi localizado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.