Justiça bloqueia pagamento de show de Zezé e Luciano

Segundo promotora, evento organizado pela iniciativa privada usou dinheiro público para pagar dupla sertaneja

Fátima Lessa, O Estado de S.Paulo

07 Setembro 2011 | 00h00

ESPECIAL PARA O ESTADO / CUIABÁ

A Justiça de Mato Grosso determinou ontem o bloqueio das contas dos organizadores de uma exposição no município de Diamantino, a 200 km de Cuiabá, para evitar o pagamento do show da dupla Zezé di Camargo e Luciano, realizado domingo, durante o evento. O pedido foi feito pela promotora Anne Karine Louzich Hugueney Wiegert, da 2.ª Promotoria de Justiça Cível da cidade. Segundo ela, o evento é organizado pela iniciativa privada, mas o show da dupla, no valor de R$ 210 mil, foi custeado com dinheiro público.

A promotora argumentou que propôs a ação depois de receber uma denúncia anônima sobre "a irregularidade". Ela disse ainda que requisitou informações ao prefeito Juviano Lincoln, que respondeu e encaminhou a nota de empenho, mas não esclareceu se o recurso já havia sido repassado integralmente a dupla.

O objetivo, segundo ela, é "impedir eventual repasse e assegurar o bloqueio das contas" dos organizadores, da empresa Maciel & Santana, responsável pelos shows, e da bilheteria.

Segundo ela, os patrocinadores do evento receberam patrocínios para divulgação e arrecadaram com o aluguel dos espaços e com a venda dos ingressos. "Enquanto os organizadores arrecadam toda a receita relativa ao evento, cabe, em última análise, ao povo custear o show artístico de maior importância, por meio de verba pública municipal, tendo ainda a mesma população que pagar para assistir ao referido show com a compra de ingressos ou passaportes", analisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.