Justiça cassa prefeito eleito por compra de votos no RS

O juiz eleitoral de São Borja, Darlan de Borba e Rocha, cassou na noite de ontem a diplomação do prefeito eleito da cidade, Mariovane Weiss (PDT) e de seu vice, René Ribeiro (PT), por compra de votos. O juiz entendeu que eles compraram votos de quatro testemunhas utilizando como moeda a promessa de emprego público.Segundo a sentença, os dois tiveram as candidaturas cassadas e foram tornados inelegíveis por três anos, além de terem de pagar uma multa de R$ 20 mil cada.Mariovane Weiss e Renê Ribeiro, não falaram sobre a decisão, porém o advogado Giovani Cachafuz informou que entrará, ainda nesta quarta-feira, com um recurso no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para anular a sentença. De acordo com ele, as testemunhas eram ligadas ao outro candidato, José Pereira Alvarez (PP/PFL).Mariovane Weiss concorreu pela Coligação União Competência e Futuro formada por oito partidos - PDT, PT, PPS, PMDB, PCdoB, PSB, PCB e PL - e venceu a eleição com uma diferença de 297 votos, em um universo de 36 mil eleitores. Alvarez que concorria ao quarto mandato não aceitou a derrota e entrou com cinco ações na Justiça Eleitoral.

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2004 | 12h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.