Justiça concede habeas corpus a envolvidos com dossiê

O Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região concedeu nesta sexta-feira habeas corpus a todos os investigados pela tentativa de compra do dossiê contra políticos tucanos. Os documentos eram negociados entre o dono da Planam, Luiz Antonio Trevisan Vedoin, e pessoas ligadas ao Partido dos Trabalhadores ou à campanha do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, candidato à reeleição pelo PT.São eles: o ex-secretário do Ministério do Trabalho responsável pelo capítulo de Trabalho e Emprego do programa de governo da campanha de reeleição de Lula, Osvaldo Martinez Bargas; o ex-diretor de Gestão de Risco do Banco do Brasil licenciado para trabalhar na campanha de Lula, Expedido Afonso Veloso; e o ex-chefe de Informações e Inteligência da campanha de Lula, Jorge Lorenzetti.Ao deferir a liminar, a Justiça entendeu que "os acusados de participarem do chamado caso dos dossiês estão comparecendo a todas solicitações da Justiça e não estão trabalhando para obstar as investigações", diz nota divulgada pelo TRF 1ª Região. "Assim, não persistem as fundamentações legais para manutenção da prisão", conclui a nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.