Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Justiça concede habeas corpus ao ex-jogador Edmundo

Ex-atleta foi preso nesta madrugada, em flat na capital paulista

Bruno Lousada e Tiago Rogero, estadão.com.br

16 de junho de 2011 | 16h42

SÃO PAULO - A Justiça do Rio de Janeiro concedeu habeas corpus ao ex-jogador e comentarista esportivo Edmundo. O pedido havia sido encaminhado ao TJ no início da tarde desta quinta-feira, 16, pelo advogado do jogador. A decisão coube à desembargadora Rosita Maria de Oliveira Netto, da 6ª Câmara Criminal.

 

Os policiais civis que deixaram o Rio de Janeiro por volta das 9 horas de hoje para buscar Edmundo em São Paulo ainda estavam na delegacia de Pinheiros por volta das 16h40. A operação de transferi-lo para o Rio, porém, será suspensa por causa do habeas corpus.

 

O ex-jogador foi preso na madrugada desta quinta-feira dentro de um flat na rua Amauri, no bairro Itaim Bibi, zona sul da capital paulista, por agentes do Setor de Investigações Gerais (SIG) da 3ª Delegacia Seccional Oeste. Ele estava sozinho no momento da abordagem e não ofereceu resistência.

 

Nesta semana, a Justiça carioca expediu o mandado de prisão contra Edmundo. Ele foi condenado em 1999 a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, pelos homicídios culposos de três pessoas e lesões corporais de outras três em um acidente de carro. O acidente aconteceu na madrugada do dia 2 de dezembro de 1995, depois dele sair de uma boate na Lagoa, bairro da zona sul do Rio.

Tudo o que sabemos sobre:
caso Edmundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.