Justiça condena 18 por venda de droga pelo 197

Dezoito pessoas, entre elas, três policiais civis, foram condenadas pela Justiça Estadual por participar de uma quadrilha que comercializava drogas pelo telefone 197, da Polícia Civil de Buritama. O telefone, que deveria servir para a população denunciar crimes, era usada por carcereiros e detentos da Cadeia Pública para distribuir maconha, cocaína e crack para traficantes e consumidores da cidade, a 556 km de SP. O esquema foi descoberto em 2006. Os acusados foram condenados a até 10 anos de reclusão. Só um foi preso.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.