Justiça condena ex-parlamentares integrantes de milícia no Rio

Os irmãos Jerônimo e Natalino Guimarães foram condenados a 10 anos de prisão; mais oito foram condenados

Solange Spigliatti, estadao.com.br

11 de março de 2009 | 13h53

A Justiça Estadual do Rio de Janeiro condenou o ex-vereador Jerônimo Guimarães Filho, o Jerominho, e o ex-deputado estadual Natalino Guimarães. Os irmãos, de acordo com o Ministério Público Estadual, foram condenados a dez anos e meio de prisão por formação de quadrilha armada. Eles foram denunciados como chefes de grupos de milicianos no Rio.   Veja também: Tarso Genro quer federalizar o combate às milícias no Rio Segurança do RJ tenta descobrir origem de vídeos de foragido   Além de Natalino e de Jerominho, também foram condenados o ex-policial Ricardo Teixeira Cruz, o Batman, fugitivo de Bangu 8, e o filho de Jerominho, o ex-PM Luciano Guinâncio Guimarães. Os outros seis denunciados pelo MP também foram condenados. Dos dez réus, apenas Batman não está preso. De acordo com o MP, este foi o primeiro processo referente a milícias a ser julgado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.