Justiça condena seqüestradores de Patrícia Abravanel

Quatro dos participantes no seqüestro de Patrícia Abravanel, filha do empresário Silvio Santos, foram condenados hoje pelo juiz da 30ª Vara Criminal, Adilson de Araújo. Esdras Dutra Pinto foi condenado a 19 anos e seis meses de reclusão; Marcelo Batista Santos, Luciana Santos Souza, a "Jenifer", e Tatiane Pereira da Silva, a 15 anos de reclusão cada uma. As penas serão cumprida inicialmente em regime fechado. O juiz julgou extinta a punibilidade do principal acusado, Fernando Dutra Pinto, que morreu provavelmente em conseqüência de seqüelas de espancamento na prisão. Um quinto acusado, Marcos Bezerra dos Santos, foi absolvido por falta de provas. Todos, que já estavam presos preventivamente, podem recorrer da sentença ao Tribunal de Justiça. Patrícia foi libertada após o pagamento de R$ 500 mil.Patrícia foi mantida em cativeiro numa casa alugada na Rua Áurea Batista dos Santos, no Morumbi. Ela foi seqüestrada dia 21 de agosto do ano passado, no interior de sua residência, também no bairro do Morumbi. A casa foi invadida por Fernando, que estava com um uniforme de carteiro, e Esdras, armado de metralhadora e pistola. O vigia, José Izaumiro Ramos da Silva, foi dominado e os bandidos levaram seu revólver. A jovem foi levada em seu próprio automóvel.Os seqüestradores deixaram no local uma carta, com as exigências para o resgate, e o número de um celular para contatos.Dia 30 de agosto, pouco após a libertação de Patrícia, Fernando, armado de um revólver calibre 380, voltou à casa de Silvio Santos, no Morumbi. Fernando pulou um muro da casa, surpreendendo Silvio, que foi mantido como refém durante sete horas. O empresário foi libertado após negociações que contou com a intermediação do próprio governador do Estado, Geraldo Alckmin.Tatiane receberia R$ 10 mil por sua participação no seqüestro de Patrícia e o restante seria dividido entre os demais bandidos.Esdras foi condenado a 17 anos e seis meses de reclusão pelo seqüestro de Patrícia, e roubo do revólver do vigia de Silvio Santos, além de dois anos de reclusão por porte ilegal de arma. Marcelo e Luciana, a 15 anos pelo seqüestro de Patrícia. Tatiane vai cumprir 13 anos de cadeia pelo seqüestro de Patrícia, e mais dois anos pela guarda ilegal de armas de fogo, pertencentes a Esdras e a Fernando.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.