Justiça da Paraíba aceita denúncia contra dez suspeitos de estupro coletivo

Sete adultos e três adolescentes suspeitos de cometer os crimes na cidade de Queimadas estão presos

Priscila Trindade, do estadão.com.br,

28 Fevereiro 2012 | 16h35

SÃO PAULO -  O Tribunal de Justiça da Paraíba aceitou nesta segunda-feira, 27, a denúncia contra os dez suspeitos de envolvimento em um estupro coletivo na cidade de Queimadas, no Agreste do Estado. O Ministério Público acusou o grupo por estupro, lesão corporal e formação de quadrilha.

No último dia 12 de fevereiro, seis mulheres foram estupradas durante uma festa de aniversário numa casa no centro da cidade. Os agressores usaram capuzes para não serem identificados e invadiram o imóvel para estuprar as mulheres.

Duas delas - a recepcionista Michele Domingos da Silva, de 26 anos, e a professora Isabela Pajussara Frazão Monteiro, de 28 – foram assassinadas a tiros por terem reconhecido os estupradores. As vítimas eram amigas dos organizadores do evento. O crime como um "presente de aniversário" para um dos denunciados.

Sete homens e três adolescentes envolvidos no crime foram identificados e presos. Os adultos foram levados para o presídio do Serrotão. Os menores foram levados para o abrigo de menores denominado Lar do Garoto.

Mais conteúdo sobre:
estuproQueimadasParaíba

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.