Justiça de Minas recebe pedido de habeas corpus para Bruno

Pedido ainda não foi encaminhado ao juiz para ser analisado; Bruno está detido temporariamente no presídio de segurança máxima de Contagem

Fabiana Marchezi, do estadão.com.br

15 de julho de 2010 | 11h31

SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de Minas Gerais confirmou na manhã desta quinta-feira, 15, o recebimento de um pedido de habeas corpus para o goleiro Bruno, suspenso do Flamengo.

 

Bruno está detido temporariamente no presídio de segurança máxima Nelson Hungria, em Contagem. Ele é suspeito de envolvimento no desaparecimento da modelo Eliza Samudio, que tentava provar na Justiça que o goleiro é o pai do filho dela, de quatro meses.

 

De acordo com o TJ, o pedido de habeas corpus foi distribuído na noite de quarta-feira, 14, em Contagem, mas ainda não foi encaminhado ao juiz para ser analisado. Procurado pelo estadao.com.br, o advogado de defesa do jogador Ércio Quaresma não foi encontrado.

 

Também na quarta, o advogado Marco Antonio de Siqueira pediu o relaxamento da prisão do primo do goleiro Sérgio Sales Rosa, de 22 anos, que também está sendo investigado por suspeita de envolvimento no crime. Ele está detido no Centro de Remanejamento de Presos São Cristóvão, em Belo Horizonte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.