Justiça de SP determina que seguradora pague cirurgia contra obesidade

Juiz entende que recusa da SulAmérica é abusiva devido a necessidade imediata de intervenção

Pedro da Rocha, da Central de Notícias,

28 Setembro 2010 | 22h32

SÃO PAULO- A Justiça de São Paulo concedeu nesta segunda-feira, 27, liminar em favor de Daniela Chiarion Sassi, contra decisão da SulAmérica Companhia de Seguro Saúde, de não custear operação para redução de estômago.

 

O juiz Régis Rodrigues Bonvicino, da 1ª Vara Cível de Pinheiros, entendeu como abusiva a recusa do plano de saúde, já que a recomendação médica indica a necessidade imediata de intervenção na paciente em virtude de síndrome metabólica, apnéia do sono, fadiga e outras doenças.

 

Na decisão, Bonvicino determina que a operação seja feita às custas da seguradora, incluindo no valor o tratamento de refluxo, esteatose hepática (patologia no fígado) e obesidade mórbida.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.